Mercado da moda – um segmento atrativo. Quer entrar nessa?”

Numa Negócios Criativos

 O primeiro passo para quem pretende trabalhar no mercado da moda é definir o que fazer. A pessoa precisa decidir em qual segmento deseja atuar, qual será o público – alvo, qual o tipo de produto a ser fabricado e se vai desenvolver uma marca própria ou produzir para grandes redes. Com base nessas informações, ela saberá quanto investir.

O foco no público-alvo e uma localização estratégica são os fatores mais importantes para o sucesso, principalmente neste segmento. Os especialistas aconselham: focar o público – alvo e se especializar em um nicho específico. Quem trabalha no setor de moda deve estar sempre pesquisando novos mercados. O empresário precisa ser um observador do cotidiano, ver o que o consumidor compra, ir às feiras especializadas, assistir a desfiles e usar a internet para ter novas ideias.

Afinidade com o ramo também é fundamental. É melhor começar fabricando um tipo de roupa, por exemplo, e só depois diversificar a produção. Assim como a moda, o mundo dos negócios parece lançar uma nova tendência a cada estação. Entre as mais recentes, estão as lojas de Shakes e os sites de compras coletivas. Mas se investir em uma nova tendência parece tentador, também requer muitos cuidados. Afinal, quando a moda passa, normalmente leva consigo muitas empresas que não resistem ao amadurecimento do mercado.

Já viu alguma marca ter se sustentado ao longo dos anos realizando os mesmos procedimentos e oferecendo os mesmos produtos sem acompanhar o mercado? Inovação, conhecimento de mercado, capacidade de adaptação e diversificação são estratégias que empresas desse tipo devem adotar se desejam fazer sucesso.

Primeira regra de ouro: se vai trocar uma carreira por um negócio tem que focar no que você gosta.

Para lucrar é preciso ter uma “pitada” de ousadia, porém, especialistas orientam que é necessário ousar, mas com responsabilidade. Por isso, cuidado! Não saia por aí com o atrevimento de fazer coisas diferentes sem ter planejamento e knowhow sobre o assunto. Isso pode ser um tiro no pé e o novo negócio pode estar fadado ao fracasso.

Segunda regra de ouro: às vezes, não precisa mudar, mas sim inovar.

A gente sabe trabalhar com algo e gosta muito daquilo, mas não tem ideia de como funciona uma empresa neste setor. Consultorias de negócios, como, marketing e gestão de vendas, estão aí para contribuir e agregar, como administrador do negócio, não podemos querer fazer tudo e no fim, não fazer nada bem.

No segmento de moda precisamos avaliar a formulação do mix de produtos e serviços ofertados ao cliente periodicamente. Esse mix (ou portfólio) deve ser dotado de certa flexibilidade ao ponto de permitir o ingresso de novos itens, bem como a sua retirada.

Ao mesmo tempo em que essa possibilidade interna de renovação de mix ocorra no negócio, o empresário deverá estar atento a quais macro e micro tendências poderiam se transformar em demandas efetivas e em que horizonte de prazo isso ocorreria. Para tal, deve-se empregar a pesquisa de mercado, mesmo que de maneira informal, para ficar atento a esses movimentos de mercado, aqui e lá fora.

E para finalizar, o mercado da moda tem muita concorrência, então é essencial você fidelizar o cliente, focar em um ambiente agradável de compra (seja físico ou online), na imagem do produto, embalagem e atendimento.

Manuela Damasceno

Sócia proprietária da Numa | Negócios criativos

Artigo publicado na Revista Negócios na Cidade, de abril de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s